Proposta de avaliação do nível de implementação de típicas práticas da produção enxuta em uma empresa do setor metal-mecânico

Maria da Graça Saraiva Nogueira, Tarcisio Abreu Saurin

Resumo


Com foco na redução de desperdícios e perdas, preconizada pela produção enxuta (PE), diferentes setores da produção de bens e serviços têm adotado os princípios e as práticas desse sistema produtivo. Pelo grau de abstração dos princípios é difícil estabelecer um nível de disseminação desses conceitos. Porém, em relação às práticas, devido ao caráter operacional das mesmas, essa avaliação se torna mais simplificada pela possibilidade de quantificação dos elementos envolvidos (tempo, custo, matéria-prima). A proposta de avaliação das práticas da PE, baseada na percepção dos envolvidos com a implementação enxuta, foi realizada em uma empresa metal-mecânica de grande porte que desde 2002 vem adotando a PE como filosofia de produção em nível corporativo. Fizeram parte da pesquisa os gerentes: administrativo, qualidade, produção, vendas, compras, manutenção e PCP. Foram realizadas entrevistas, aplicados checklists e elaborado um ranking, para avaliação de desempenho e importância, respectivamente. As práticas de nivelamento da produção (heijunka), de just-in-time e de integração com a cadeia de fornecedores foram as que apresentaram os desempenhos mais desfavoráveis, enquanto que tecnologia de grupo, melhoria contínua e gerenciamento visual foram as práticas que apresentaram os melhores resultados. Quanto à importância, as práticas de operações padronizadas, just-in-time e troca rápida de ferramentas foram consideradas mais importantes enquanto as de menor importância foram a flexibilização da mão-de-obra, a tecnologia de grupo e o desenvolvimento de produto enxuto.

Palavras chave: Produção Enxuta; Medição de Desempenho e Importância; Setor Metal-mecânico.

Texto completo:

Artigo ♪Audio♪


DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v8i2.115

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com