O estudo do marco regulatório para produção sustentável

Ana Carolina Shinohara, Leandro Navarro Hundzinski, Edson Pinheiro de Lima, Carla Gonçalves Machado

Resumo


A pressão da sociedade em relação às empresas a respeito de negócios que considerem o desenvolvimento sustentável tem impulsionado o surgimento de novas leis, regulamentações, compromissos internacionais e também normas, que estão compondo um marco regulatório direcionado pelos princípios da sustentabilidade. O presente artigo busca definir uma metodologia de análise de conteúdo para o estudo do marco regulatório para produção sustentável. A metodologia apresentada baseou-se nas estratégias da análise de conteúdo e utilizou o software Atlas.TI para operacionalizar o processo. Os resultados apresentam um framework proposto para análise dos documentos e a aplicação do modelo em um conjunto de normas, diretrizes e relatórios relacionados à produção sustentável. O estudo busca também contribuir no campo da Engenharia de Produção aprofundando a análise do conteúdo do marco regulatório, procurando identificar diretrizes, recomendações e indicadores para a sustentabilidade nas operações. De forma adicional, através das visões de cadeia de valor e níveis de maturidade, os documentos analisados podem ser associados com necessidades das operações sustentáveis, evidenciando orientações gerais e enfoques estratégicos dados pela análise de conteúdo das normas, diretrizes e relatórios voltados à sustentabilidade, auxiliando a vinculação desses documentos com a estratégia organizacional.

Palavras-chave


Produção sustentável. Marco regulatório. Análise de conteúdo.

Texto completo:

PDF ♪ÁUDIO♪


DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v15i1.1789

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com