Análise do lead time nos processos logísticos de uma rede varejista de flores

Luciana Torres Correia de Mello, Hugo Carlos Mansano Dornfeld, Givaldo Guilherme dos Santos, Débora Passos, Rafael Ribeiro, Moacir Godinho Filho

Resumo


O mercado de flores no Brasil necessita de reestruturação para conseguir oferecer produtos sensíveis com maior qualidade para o consumidor. Essa reestruturação permitirá que as flores cheguem ao consumidor mais rapidamente e com mais tempo de durabilidade. O objetivo deste estudo foi analisar o lead time dos processos logísticos de uma rede varejista de flores com sede na cidade de Campinas/SP, utilizando a ferramenta MCT - Manufacturing Critical-path Time, da abordagem QRM – Quick Response Manufacturing. Algumas ferramentas auxiliaram a pesquisa, como Fluxograma, Mapa de Fluxo de Valor, Diagrama de Ishikawa e Brainstorming. Os dados coletados relacionados aos tempos de processamento das operações levantam características dos processos logísticos envolvidos na distribuição da matéria-prima, desde a sua aquisição até a entrega em cada filial. Ao fim da pesquisa foi possível propor mudanças nos locais de compras das flores e no modo de distribuição para as lojas, simulando a redução no lead time de aproximadamente 80%.

Palavras-chave


QRM – Quick Response Manufacturing. MCT – Manufacturing Critical-path Time. Mercado de flores. Transporte.

Texto completo:

PDF ♪ÁUDIO♪


DOI: http://dx.doi.org/10.14488/1676-1901.v16i4.2253

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com