Limites de exposição ocupacional das normativas brasileiras de saúde e segurança em trabalhos com baixas temperaturas

Fabiano Takeda, Antonio Renato Pereira Moro

Resumo


O objetivo do estudo foi analisar os resultados de imagens termográficas da superfície da pele de partes do corpo de trabalhadores expostos a atividades com baixas temperaturas em um setor de cortes de frangos e comparar com os limites de tolerância das leis e normas regulamentadoras de saúde e segurança nacionais. Foram realizadas avaliações termográficas nas mãos e pés dos trabalhadores e avaliações na sala de trabalho conforme determina as normas regulamentadoras. As avaliações demonstram que os resultados ambientais atendem aos requisitos legais das normativas brasileiras de saúde e segurança, porém foram encontradas temperaturas nos dedos dos pés e das mãos que comparados aos parâmetros fisiológicos demostram condições que podem causar desconforto por resfriamento, dormência, dor, disfunções neuromusculares, surgimento de lesões e doenças provocadas por baixas temperaturas. Conclui-se que as leis e normas nacionais para a exposição ao frio determinam critérios insuficientes para manter o controle e preservação da saúde e integridade de pessoas em atividades com exposição a baixas temperaturas, resultando em implicações práticas de avaliação e de controle da exposição aos riscos. 


Palavras-chave


Temografia. Matadouro. Normas Regulamentadoras. Frio.

Texto completo:

PDF ♪ÁUDIO♪

Referências


ACGIH - American Conference of Industrial Hygienists (ACGIH). Limites de exposição ocupacional (TLVs) para substâncias químicas e agentes físicos & Índices biológicos de exposição (BEIs). Tradução: Associação Brasileira de Higienistas Ocupacionais (ABHO), 2015.

ARAUJO AFDV et al. Identificação de fatores de riscos ocupacionais no processo de abate de bovinos. Cadernos de Pesquisa 2013; 19(3):79-89.

ARMSTRONG J. et al. A conceptual model for workrelated neck and upper-limb musculoskeletal disorders. Scand J Work Environ Health, 1993; 19(2):73-84.

Artigo 253, § 1 Consolidação das Leis do Trabalho - Decreto Lei 5452/43. Constituição 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília(DF): Senado;

ASSUNÇÃO A; ALMEIDA, IM. Doenças Osteomusculares Relacionadas com o Trabalho: membro superior e pescoço.2. ed. São Paulo: Atheneu, 2003.

BAO S, SILVERSTEIN B, COHEN M. An electromyography study in three high risk poultry processing jobs. International Journal Of Industrial Ergonomics, [s.l.], v. 27, n. 6, p.375-385, jun. 2001. Elsevier BV. DOI: 10.1016/s0169-8141(01)00004-x. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2016.

BONDE JP. et al. Prognosis of shoulder tendonitis in repetitive work: a follow up study in a cohort of Danish industrial and service workers. Occup Environ Med 2003; 60:E8.

BUZANELLO, MR. Influência de variáveis ambientais em frigorífico da unidade climática Subtropical Sul sobre os trabalhadores expostos a baixas temperaturas. 2003. 132 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia de Produção, Centro Tecnológico, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Florianopolis, 2003.

BUSNELLO GF, DEWES M. Doenças Osteomusculares Relacionadas à Atividades de Trabalhadores de Frigoríficos de Frangos. Brazilian Journal Of Surgery And Clinical Research - Bjscr, Maringá, v. 4, n. 3, p.27-32, 9 set. 2013. Trimestral. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2016.

BUZANELO MR; MORO ARP. Slaughterhouse workers exposed to cold: proposal of reference thermography values for hands. Work 2012; 41:2876-2881.

CASO MA, RAVAIOLI M, VENERI L. Esposizione a sovraccarico biomeccanico degli arti superiori: la valutazione del rischio lavorativo nei macelli avicoli. Prevenzione Oggi, 2007; 3(4):9-21.

CASTRO TR, OKAWA CP. Auditoria de segurança e saúde do trabalho em uma indústria de alimentos do estado do Paraná. Revista Produção Online 2016; 16(2): 678-704.

DEJOURS, C; ABDOUCHELI, e; JAYET, C. Psicodinâmica do trabalho. São Paulo: Atlas, 1994.

FROST P, ANDERSEN JH, NIELSEN Vk. Occurrence of carpal tunnel syndrome among slaughterhouse workers. Scand J Work Environ Health, [s.l.], v. 24, n. 4, p.285-292, ago. 1998. Scandinavian Journal of Work, Environment and Health. DOI: 10.5271/sjweh.322.

GENG, Q. Hand Cooling, Protection and Performance in Cold Environment: National Institute for Working Life. 2001. 71 f. Tese (Doutorado) - Curso de Division Of Industrial Ergonomics, Department Of Human Work Sciences, Luleå University Of Technology, Suécia, 2001. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2016.

HASSI J. et al. The pituitary-thyroid axis in healthy men living under subarctic climatological conditions. J Endocrinol 2001; 169(1):195-203.

HECK FM. Uma Geografia da Degradação do Trabalho: O Adoecimento dos Trabalhadores em Frigoríficos. Revista Percurso. Maringá 2013; 5(1):03-31.

HOLMÉR I. Cold stress: Part II - The scientific basis (knowledge base) for the guide. Int J Ind Ergon 1994; 14:151-159.

IIDA I. Ergonomia: projeto e produção. 2. ed. São Paulo: Bluscher, 2005. 614 p.

ILMARINEN RE, TAMMELA EK. Design of functional work clothing for meat-cutters. Applied Ergonomics 1990; 21(1):2-6.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Base de dados agregados (SIDRA) Pesquisa Trimestral do Abate de Animais (2016). Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/listabl.asp?c=1093&z=t&o=24. (Acessado em: 16/jan/2016).

JAKOBI HR. et al. Benefícios auxílio-doença concedidos aos trabalhadores empregados no ramo de carne e pescado no Brasil em 2008. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro 2015; 31(1):194-207.

JUUL-KRISTENSEN B. et al. Physical workload during manual and mechanical deboning of poultry. International Journal Of Industrial Ergonomics, [s.l.], v. 29, n. 2, p.107-115, fev. 2002. Elsevier BV. DOI: 10.1016/s0169-8141(01)00051-8. Disponível em: . Acesso em: 24 jun. 2016.

KAMINSKI M. et al. Risk factors for raynaud´s phenomenon among workers in poutry slaughterhouses and canning factories. International Journal Epidemiology 1997; 26(2): 371-380.

LAKATOS EM; MARCONI MA. Técnicas de Pesquisa. São Paulo: Atlas, 2007.

LEHMUSKALLIO E, HASSI J, KETUNEN P. The skin in the cold. Int J Circumpolar Health 2002; 61:277-286.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO (MAPA) Aves (2016). Disponível em: http://www.agricultura.gov.br/animal/especies/aves. (Acessado em: 18/jan/2016).

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL. Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho – AEAT Infologo (base de dados históricos de acidentes de trabalho). Disponível em: http://www3.dataprev.gov.br/aeat/ (Acessado em: 12/jan/2016).

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. NR 09: Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. 77 ed. São Paulo: Atlas, 2016.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. NR 15: Atividades e Operações Insalubres. 77 ed. São Paulo: Atlas, 2016.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. NR 29: Segurança e Saúde no Trabalho Portuário. 77 ed. São Paulo: Atlas, 2016.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. NR 36: Segurança e Saúde no Trabalho em Empresas de Abate e Processamento de Carnes e Derivados. 77 ed. São Paulo: Atlas, 2016.

MUSOLIN K. et al. Prevalence of carpal tunnel syndrome among employees at a poultry processing plant. Applied Ergonomics, [s.l.], v. 45, n. 6, p.1377-1383, nov. 2014. Elsevier BV. DOI: 10.1016/j.apergo.2014.03.005. Disponível em: . Acesso em: 24 jun. 2016.

Portaria nº 210 de 10/11/1998. Dispõe sobre o regulamento técnico da inspeção tecnológica e higiênico-sanitária de carnes de aves. Diário Oficial da União, Brasília, 26/nov/1998.

QUEIROZ MF, MACIEL RH. Condições de trabalho e automação: o caso do soprador da indústria vidreira. Revista de Saúde Pública 2001; 35(1):1–9.

REIS, PF. O trabalho repetitivo em frigorífico: utilização da estesiometria da mão como proposta para avaliação dos níveis de LER/DORT nas síndromes compressivas dos membros superiores. 2012. 137 f. Tese (Doutorado) - Curso de Engenharia de Produção, Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianopolis, 201. Disponível em: . Acesso em: 23 abr. 2016.

SARDÁ SE, RUIZ RS, KIRTSCHIG G. A Tutela Jurídica da Saúde dos Empregados de Frigoríficos: Considerações dos Serviços Públicos. Acta Fisiatr 2009; 16(2):59-65.

SOMMERICH CM, MCGLOTHLIN JD, MARRAS WS. Occupational risk factors associated with soft tissue disorders of the shoulder: a review of recent investigations in the literature.Ergonomics, [s.l.], v. 36, n. 6, p.697-717, jun. 1993. Informa UK Limited. DOI: 10.1080/00140139308967931.

SUNDSTRUP E. et al. Participatory ergonomic intervention versus strength training on chronic pain and work disability in slaughterhouse workers: study protocol for a single-blind, randomized controlled trial. Bmc Musculoskeletal Disorders, [s.l.], v. 14, n. 1, p.67-79, 2013. Springer Science + Business Media. DOI: 10.1186/1471-2474-14-67.

SUNDSTRUP E. et al. High Intensity Physical Exercise and Pain in the Neck and Upper Limb among Slaughterhouse Workers: Cross-Sectional Study. Hindawi Publishing Corporation: BioMed Research International. New York, p. 1-6. 09 jan. 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2015.

THETKATHUEK A. et al. Cold exposure and health effects among frozen food processing workers in eastern Thailand. Safety and Health at Work 2015; 6:56-61

União Brasileira de Avicultura (UBABEF). Exportações brasileiras de carne de frango têm volume recorde para março, diz associação (2016). Disponível em: http://www.abef.com.br. (Acessado em: 10/jan/2016).




DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v17i4.2577

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com