Implementação da produção enxuta em operações hospitalares: caso do Instituto Oncológico Doutor Arnaldo Vieira de Carvalho

Tatyana Karla Oliveira Regis

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a implementação da produção enxuta (PE) no fluxo do paciente quimioterápico e radioterápico, assim como propor diretrizes para o desenvolvimento da cultura enxuta em uma operação hospitalar. A pesquisa classifica-se como qualitativa, aplicada e exploratória, e foi realizada por meio de um estudo de caso em um hospital do estado de São Paulo. A descrição do caso esclarece como ocorreu o processo de implementação da PE no hospital evidenciando o método e técnicas aplicadas. Fundamentando-se na literatura e no estudo de caso foi possível propor 12 diretrizes para implementação da produção enxuta em operações hospitalares, as quais, servem como subsídio às operações hospitalares que desejarem implementar a PE desenvolvendo melhorias em qualidade e produtividade.


Palavras-chave


Produção Enxuta. Operações de Serviços. Operações Hospitalares.

Texto completo:

PDF ♪ÁUDIO♪

Referências


ALLWAY, M.; CORBETT, S. Shifting to lean service: stealing a page from manufacturers playbooks. Journal of Organizational Excellence, v.21, n. 2, p. 45-54, 2002. DOI: 10.1002/npr.10019

ARAÚJO, C. A. S. Fatores a serem gerenciados para o alcance da qualidade para os clientes internos: um estudo em um conjunto de hospitais brasileiros. 2005. 414 f. Tese (Pós-Graduação de Administração) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2005.

ARONSSON, H.; ABRAHAMSSON, M.; SPENS, K. Developing lean and agile health care supply chains. Supply Chain Management: an International Journal, v. 16, n. 3, p.176-183, 2011. DOI: 10.1108/13598541111127164

BARLOW, G. L. Just-in-time: implementation within the hotel industry: a case study. International Journal of Production Economics, v. 80, n. 2, p. 155-167, 2002. DOI:doi.org/10.1016/S0925-5273(02)00315-8

BATAGLIA, F. Lean é sinônimo de facilidade em hospitais. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2013.

BERTANI, T.M. Lean healthcare: recomendações para implantações dos conceitos de produção enxuta em ambientes hospitalares. 2012. 166f. Dissertação (Pós-graduação em Engenharia de Produção)- Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo. São Carlos, 2012.

BURGESS, N.; RADNOR, Z. Evaluating lean in healthcare. International Journal of Health Care, Quality Assurance, v. 26, n. 3, p. 220-235, 2013.

BUSHELL, S.; SHELEST, B. Discovering lean thinking at progressive healthcare. The Journal for Quality and Participation, v. 25, n. 2, p. 20-5, 2002. DOI: 10.1108/09526861311311418

CARTER, P. M. et al. Optimizing clinical operations as part of a global emergency medicine initiative in Kumasi, Ghana: application of lean manufacturing principals to low-resource health systems. Academic Emergency Medicine, v. 19, n. 3, p. 338-347, 2012.

DOI: 10.1111/j.1553-2712.2012.01311.x

CAVALLINI, M. E.; BISSON, M. P. Farmácia hospitalar: Um enfoque em sistemas de saúde. 2. ed. Barueri: Manole, 2010.

CLARK, D. M.; SILVESTER, K.; KNOWLES, S. Lean management systems: creating a culture of continuous quality improvement. Journal of Clinical Pathology, v. 66, n. 8, p. 638-643, 2013. DOI: 10.1136/jclinpath-2013-201553

DICKSON, E. W. et al. Use of lean in the emergency department: a case series of 4 hospitals. Annals of Emergency Medicine, v. 54, n. 4, p. 504-510, 2009. DOI: 10.1016/j.annemergmed.2009.03.024

FEINSTEIN, K. W.; GRUNDEN, N.; HARRISON, E. I. A region addresses patient safety. American Journal of Infection Control, v. 30, n. 4, p. 248-51, 2002. DOI: http://dx.doi.org/10.1067/mic.2002.122645

GRABAN, M. Hospitais Lean: melhorando a qualidade, a segurança dos pacientes e o envolvimento dos funcionários. Porto Alegre: Bookman, 2013.

GODINHO FILHO, M. Paradigmas estratégicos de gestão da manufatura configuração, relações com o planejamento e controle da produção e estudo exploratório na indústria de calçados. 2004. 286 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, 2004.

HOPP. W. J.; LOVEJOY W. S. Hospital operations: principles of high efficiency health care. Upper Saddle River, NJ: Pearson FT Press, 2013.

JIMMERSON, C. Value stream mapping for healthcare made easy. New York: Productivity Press, 2010.

KOLLBERG, B.; DAHLGAARD, J. J.; BREHMER, P. O. Measuring lean initiatives in health care services: issues and findings. International Journal of Productivity and Performance Management, v. 56, n. 1, p.7-24, 2007. DOI:http://dx.doi.org/10.1108/17410400710717064

LA FORGIA, G. M.; COUTTOLENC, B. F. Desempenho hospitalar no brasil: em busca da Excelência. São Paulo: Singular, 2009.

LAGANGA, L. R. Lean service operations: reflections and new directions for capacity expansion in outpatient clinics. Journal of Operations Management, v. 29, n. 5, p. 422-433, 2011. DOI: 10.1016/j.jom.2010.12.005

LIKER, J. K. O modelo toyota: 14 princípios de gestão do maior fabricante do mundo. Porto Alegre: Bookman, 2008.

LIKER, J. K.; MORGAN, J. M. The Toyota way in services: the case of lean product development. Academy of Management Perspectives, v. 2, n. 20, p. 6-20, 2006. DOI: 10.5465/AMP.2006.20591002

LUONGO, J. Gestão de qualidade em saúde. São Paulo: Rideel, 2011.

MALAGÓN-LODOÑO, G.; MORERA, R. G.; LAVERDE, G. P. Administração hospitalar. 2.ed. São Paulo: Guanabara Koogan, 2000.

PAPADOPOULOS, T.; RADNOR, Z.; MERALI, Y. The role of actor associations in understanding the implementation of lean thinking in healthcare. International Journal of Operations & Production Management, v. 31, n. 1-2, p. 167-191, 2011.

DOI: 10.1108/01443571111104755

PHENG, L. S.; ARAIN, F. M.; FANG, J. W. Y. Applying just-in-time principles in the delivery and management of airport terminal buildings. Built Environment Project and Asset Management, v. 1, n. 1, p. 104-121, 2011. DOI:http://dx.doi.org/10.1108/20441241111143812

PIERCY, N.; RICH, N. Lean transformation in the pure service environment: the case of the call service centre. International Journal of Operations & Production Management, v. 29, n. 1, p. 54-76, 2009. DOI: 10.1108/01443570910925361

RADNOR, Z. J.; HOLWEG, M.; WARING, J. Lean in healthcare: the unfilled promise? Social Science & Medicine, v. 74, n. 3, p. 364-371, 2012. DOI:10.1016/j.socscimed.2011.02.011

SHINGO, S. O Sistema Toyota de Produção do ponto de vista da engenharia de produção. Porto Alegre: Bookman, 1996.

SILVA, E. L.; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. Florianópolis: UFSC, 2005.

SOLIMAN, M. S.; SAURIN, T. A. Uma análise das barreiras e dificuldades em lean healthcare. Produção online, v. 17, n. 2, p. 620-640, 2017.

DOI: http://dx.doi.org/10.14488/1676-1901.v17i2.2605

SOUZA, L. B. Trends and approaches in lean healthcare. Leadership in Health Services, v. 22, n. 2, p. 121-139, 2009. DOI:http://dx.doi.org/10.1108/17511870910953788

SOUZA, V. H. S.; MOZACHI, N. O hospital: manual do ambiente hospitalar. 3. ed. Curitiba: Manual Real, 2009.

SULLIVAN, P. et al. Using lean methodology to improve productivity in a hospital oncology pharmacy. American Journal of Health-System, v.71, n.17, p. 1491-1498, 2014. DOI: 10.2146/ajhp130436

TEICHGRÄBER, U. K.; BUCOURT, M. Applying value stream mapping techniques to eliminate non-value-added waste for the procurement of endovascular stents. European Journal of Radiology, v. 81, n. 1, p. 47-52, 2012. DOI: 10.1016/j.ejrad.2010.12.045

WARING, J. J.; BISHOP, S. Lean healthcare: rhetoric, ritual and resistance. Social Science & Medicine, v. 71, n. 7, p. 1332-1340, 2010. DOI: 10.1016/j.socscimed.2010.06.028

WOMACK, J. P. et al. Going lean in health care. IHI Innovation Series white paper. Cambridge, MA: Institute for Healthcare Improvement, 2005. Disponível em: . Acesso em:23 abril 2013.

YASIN, M. M.; WAFA, M. A.; SMALL, M. H. Just-in-time implementation in the public sector. International Journal of Operations & Production Management, v. 21, n. 9, p. 1195-1204, 2001.

DOI:http://dx.doi.org.ez15.periodicos.capes.gov.br/10.1108/EUM0000000005925

YEH, H. et al. Applying lean six sigma to improve healthcare: an empirical study. African Journal of Business Management, v. 5, n. 31, p. 12356-12370, 2011. DOI:http://dx.doi.org.ez15.periodicos.capes.gov.br/10.1108/EUM0000000005925

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e método. Porto Alegre: Bookman, 2005.




DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v18i2.2873

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com