Análise ergonômica de uma ferramenta de trabalho no controle de tráfego aéreo: percepção dos operadores e contribuições para a carga de trabalho

Arlete Ana Motter, Leila Amaral Gontijo

Resumo


O objetivo do estudo foi avaliar as percepções dos operadores e as contribuições das fichas de progressão de vôo (strips) na carga de trabalho dos controladores de tráfego aéreo, à luz da Análise Ergonômica do Trabalho (AET). Participaram 35 operadores militares de ambos os sexos (80% masculino e 20% feminino), pertencentes à Força Aérea Brasileira, os quais desenvolviam suas funções no Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA II), localizado em Curitiba/PR. Aplicou-se a metodologia da análise ergonômica do trabalho. Os resultados possibilitaram conhecer o conteúdo prescrito da strip eletrônica e a complexidade do trabalho na atividade real, como por exemplo, o preenchimento manual da strip e o plano de vôo AFIL. Verificou-se que os operadores constroem estratégias operatórias em termos de organização das strips a fim de facilitar o seu trabalho. Conclui-se que no trabalho do controlador de tráfego aéreo existe uma série de variáveis interagindo, e quando o conteúdo do trabalho requerido é diferente do que é estabelecido, a carga de trabalho aumenta, podendo colocar em risco a saúde dos trabalhadores e a segurança da aviação.

Palavras-chave


Controlador de tráfego aéreo. Carga de trabalho. Operador. Análise ergonômica. Memorização.

Texto completo:

ARTIGO ♪AUDIO♪


DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v12i4.541

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com