A influência do índice de bulbo úmido termômetro de globo (ibutg) na perda de peso de eletricistas do grupo de manutenção de linhas energizadas da companhia energética de alagoas (ceal)

Ronald Fred Alves de Oliveira, Valdemberg Magno do Nascimento Pessoa

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a possível correlação existente entre a perda de peso corporal verificada nos eletricistas do grupo de manutenção de linhas energizadas, na tensão de 69 kV, da Companhia Energética de Alagoas (CEAL), e o Índice de Bulbo Úmido Termômetro de Globo (IBUTG), durante a execução de diferentes procedimentos de manutenção em linha viva. Os resultados da pesquisa devem ser entendidos como restritos às condições climáticas e pessoais descritas no presente trabalho. O objetivo principal foi alcançado através da análise estatística de regressão linear, respaldada nos testes de significância necessários para validação do método empregado. De acordo com as avaliações efetuadas para determinar uma relação direta de variação de perda de peso corporal relacionada à variação do IBUTG, pode-se concluir que há estreita relação entre estes parâmetros avaliados. Como consequência deste estudo, foi possível determinar uma equação básica que relaciona a perda de peso, função também da utilização de vestimenta especial na realização das tarefas, com as variáveis termoambientais que compõem o IBUTG. Uma das principais constatações obtidas com os aspectos abordados nessa pesquisa refere-se à importância significativa da perda de massa corporal, substancialmente perdas hídricas, que pode provocar conseqüências fisiológicas danosas à saúde do trabalhador. Os resultados sinalizam no sentido de se rever parcialmente os procedimentos normalizados adotados no Brasil para avaliação da exposição ocupacional ao calor.

Palavras-chave


Perda de Peso Corporal; IBUTG; Manutenção em Linhas Energizadas

Texto completo:

Artigo


DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v6i1.90

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com